A importância da Cadeira Ergonômica para saúde do usuário e qualidade do trabalho

Independente de qual seja a atividade profissional, existe um instrumento comum e primordial no ambiente de trabalho, a cadeira.

Seja para quem fica horas e horas em frente ao computador, como também, para quem trabalha em pé e precisa de alguns minutos de descanso ou apoio, a cadeira pode influenciar diretamente na qualidade das funções exercidas.

Apesar de muitos modelos parecerem confortáveis, as características de uma cadeira específica para office vai além da sua aparência.

A ergonomia é fundamental para garantir que esta mobília assegure sua saúde, estabilidade física e postura durante as horas laborais.

A cadeira ergonômica, utilizada em escritórios e até para quem faz Home Office, deve seguir alguns critérios, inclusive, atender os requisitos mínimos da NR17 (Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho).

Conheça cada um destes critérios, assim como a importância deles para garantir mais saúde ao usuário e consequentemente, mais produtividade no ambiente de trabalho.

Principais Características de uma Cadeira Ergonômica

Para ser considerada ergonômica, uma cadeira deve atender as necessidades de cada parte específica do corpo de diferentes usuários, relacionadas à postura, equilíbrio e comodidade.

Além do material, tamanho e apoios, as cadeiras ergonômicas se diferenciam das comuns, principalmente por possuírem ajustes, o que permite adequar sua estrutura, de acordo com a altura e peso de quem a está utilizando.

A certificação da NR17 também pode confirmar, se determinado modelo de cadeira é ou não ergonômico.

Atualmente há modelos de cadeiras ergonômicas que fogem do padrão estereotipado de escritório e garantem um design bem diferenciado e moderno, como as opções da Mandale Chair. Desta forma é possível completar a decoração do local aliando qualidade estrutural à estética.

Assento

O assento de uma cadeira ergonômica deve possuir densidade entre 40 a 65kg/m3, a fim de garantir maior estabilização da lombar e aliviar a pressão da coxa. O giro de 360° viabiliza mais mobilidade, ideal para tarefas, que a interação entre os ambientes se faz necessária.

Já o material de revestimento deve ser macio, resistente, além de permitir a perspiração.

Suporte para Lombar

O suporte da lombar deve possibilitar movimentos para frente e para trás, a fim de se ajustar ao comprimento das pernas e receber completamente as costas do usuário. Desta forma protege toda a coluna, reduzindo seu esforço cervical.

Com o suporte de lombar fica fácil manter a postura ereta. Alguns modelos, inclusive, possuem a opção de inclinação, a fim de que o usuário possa se alongar por alguns segundos com total segurança.

Com a regulagem da profundidade ajustada de forma adequada, os joelhos ficam com as dobras para fora, sem pressão na borda do assento.

Regulagem de altura

Tanto o encosto, quanto o assento devem garantir a possibilidade de ajustes, seguindo a altura do usuário.

A regulagem do encosto, por exemplo, deve permitir que toda a lombar esteja apoiada sob ele, formando um ângulo de 90° entre os joelhos e pés.

Já a altura do assento deve estar a aproximadamente 26 cm da mesa e é de extrema importância que as solas dos pés estejam integralmente apoiadas ao chão.

O sistema de ajuste, que permite esta adequação deve ser simples e prático, como os das cadeiras da Madale Chair, que utilizam desde o pneumático a gás, como também o syncron, relax e back system.

Braços

Os braços são apoios fundamentais para quem utiliza a cadeira junto ao PC, pois os mantêm em um ângulo de 90° com o teclado, porém, seu comprimento não pode interferir nos movimentos de aproximação à mesa.

Rodízios

Cinco rodízios, também conhecidos como “rodinhas”, geralmente reforçam a estabilidade da cadeira, distribuindo o peso uniformemente e facilitando a movimentação.

Já seu material deve ser priorizado, de acordo com o piso do local, a fim de que eles deslizem com segurança e travem conforme acionados.

Os de PU, por exemplo, são mais indicados para pisos frios, cerâmicos e madeiras, visto que não riscam e atuam silenciosamente. Também há a possibilidade de optar pelos de nylon, que são ideais para ambientes com tapete.

Onde usar a cadeira ergonômica?

Além dos benefícios variados, a utilização da cadeira ergonômica também é muito versátil.

A diversidade de modelos permite que elas sejam dispostas em inúmero locais, tais como:

  • Escritórios
  • Salas de espera
  • Auditórios
  • Indústria
  • Clínicas médicas
  • Laboratórios
  • Telemarketing
  • Salas de aulas
  • Bancos
  • TI (Tecnologia da Informática)
  • Confecções de costura
  • Lan House

Com opções em designs desde os clássicos aos mais modernos, a Mandale Chair garante a oportunidade de unir estilo à ergonomia, a fim de completar a decoração do seu ambiente de trabalho, de forma harmônica e funcional.

Cores, formatos e materiais exclusivos para todos os gostos e preferências, marcam o catálogo da Mandale Chair, que visa atender os mais diferentes públicos.

Priorizar o local de trabalho, o qual se passa a maior parte do dia, é uma grande necessidade, afinal a qualidade da estrutura do ambiente pode interferir diretamente na produtividade e motivação profissional.

Reduzindo o risco de lesões, má postura e qualquer outro incomodo que possa aparecer, devido às longas horas sentados, a cadeira ergonômica faz parte dos instrumentos essenciais de qualquer empresa que priorize o bem-estar do seu colaborador.

Os benefícios psicofisiológicos de um ambiente ergonômico são inúmeros, inclusive, confirmados pela NR17.

Para aprimorar as condições de atuação ou atendimento do seu trabalho, não deixe de contar com a primeira e única franquia de cadeiras do Brasil, a Mandale Chair.

São mais de 5.000 produtos nacionais e importados, aliando estilo a conforto e ergonomia, exclusivamente para seu escritório, casa ou área de lazer.

Acesse os modelos ergonômicos que Mandale Chair disponibiliza: https://mandalechair.com.br/categoria-produto/office/

Deixe uma resposta